FO topo1Fudacao topo2Osorio topo3Rio de Janeiro topo4Fundacao Osorio topo5

Notícias


 "Nosso dever cívico não tem data nem prazo de validade"


A Fundação Osorio comemorou no dia 6 de setembro os 197 anos da Independência do Brasil, realizando uma formatura com a presença de todo o Corpo de Alunos.

O professor Robson Anselme Macedo, recentemente promovido ao posto de Tenente Coronel, acompanhado da aluna Amanda Correia DienerShor, da 3ª série do Ensino Médio, içaram o pavilhão nacional. Em seguida, o aluno Raffael Duarte de Carvalho, da 3ª série EM, fez a leitura de um texto especialmente preparado para aquela data cívica, exaltando o nosso patriotismo, nossas crenças democráticas e a plena confiança num País cada vez melhor.

O canto do Hino da Independência, com a letra de Evaristo da Veiga e música de D Pedro I, foi entoado por todos os presentes, antes do desfile escolar que encerrou a cerimônia.


Texto lido pelo aluno

Assista ao vídeo da formatura

 "Um Belo Exemplo"


Com inspiração na Campanha "Minha Escola Sempre Limpa", as alunas Camilly de Castro e Ana Letícia Duran, do 3º ano do Ensino Fundamental, se juntaram a outros colegas da turma para promover um mutirão de recolhimento de material reciclável na Escola.

A ação, realizada em uma pequena parte do período de recreio, tem como objetivo motivar os alunos de outros segmentos a preservar as condições de limpeza da nossa Escola, aprendendo a descartar corretamente os resíduos produzidos.


 O Dia da Amazônia


No dia 5 de setembro o Brasil comemora o Dia da Amazônia, data criada com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da maior floresta tropical do mundo e da sua biodiversidade para o planeta. O dia foi escolhido em referência à 5 de setembro de 1850, quando o Príncipe D. Pedro II decretou a criação da Província do Amazonas, atual Estado do Amazonas.

Na semana que antecedeu as comemorações desta data, o Jornal O Estado de São Paulo publicou um artigo do General Mourão, Vice-presidente da República a respeito das questões veiculadas pela imprensa, recentemente, envolvendo a Floresta Amazônica.


A nossa Amazônia


A velha ambição disfarçada de filantropia de fachada não prevalecerá


Antonio Hamilton Martins Mourão,


O Estado de São Paulo, 28 de agosto de 2019


Clique aqui para ter acesso a reportagem


 Novo Gabinete Odontológico


Atendendo uma solicitação da Presidência da Fundação Osorio, o Departamento Geral do Pessoal do Exército, por intermédio da Diretoria de Saúde, disponibilizou recursos para a aquisição de uma nova cadeira odontológica, cuja marca está entre as melhores existentes no mercado.

Obras de reforma e melhoria foram executadas no consultório odontológico, tornando o ambiente mais favorável ao atendimento dos nossos alunos e funcionários. A equipe de saúde da nossa Escola terá, agora, melhores condições para realizar procedimentos dentários mais eficientes, visando a prevenção da cárie e manutenção de uma boa saúde oral do nosso pessoal.


 Padaria


Nos últimos anos a Fundação Osorio enfrentou uma grande dificuldade com o fornecimento de pão para servir no café da manhã de seus alunos. Muitos deles, vindo de longe, ansiosamente, esperavam aquele momento para fazer a sua primeira refeição.

As licitações, obrigatórias na Administração Pública, nos conduziam à fornecedores problemáticos, ou seja às padarias instaladas bem longe e que, na maioria das vezes, não conseguiam entregar a tempo seus produtos na escola, ou substituíam os pães frescos por pães industrializados. Um grande problema e muitas frustrações.

Depois de estudar a situação, avaliando os prós e contras diante das restrições orçamentárias, a Administração da Escola resolveu adquirir maquinário, treinar pessoal e instalar a sua padaria com seus próprios meios, procurando maximizar os benefícios com o mínimo de custo. Isso foi feito e o suprimento de pães está sendo normalizado.

Os primeiros resultados têm demonstrado o acerto da decisão. Pães, broas e rosquinhas têm feito a alegria do público interno.

Parabéns a todos os envolvidos nesse vitorioso projeto.


 RESULTADOS ADVERSOS NO ENSINO MÉDIO


Nem sempre a notícia aqui veiculada é muito boa. Vamos falar dos resultados adversos obtidos por grande parte dos alunos do Ensino Médio ao final das primeiras provas bimestrais de nossa escola.

No momento em que vemos estudantes protestando contra restrições de verbas no ensino público, é incoerente desprezar os recursos, humanos e financeiros, que a Fundação Osorio empenha com seus alunos. Valores como a responsabilidade, a disciplina e o respeito, cultuados dia a dia na nossa escola, devem ser demonstrados na aplicação nos estudos e na valorização do trabalho de cada um dos integrantes desta tradicional Instituição pública de ensino.

As oportunidades de melhoria n;ão podem ser desperdiçadas. Tempo e dinheiro foram investidos no planejamento, na otimização dos meios, na atualização pedagógica e, principalmente, na recuperação escolar. Não se pode admitir, depois de incessantes alertas, resultados como:

- 74 alunos do 1º ano, de um total de 123, com nota inferior a 5.0

- 39 alunos do 2º ano, de um total de 86, com nota inferior a 5.0

- 60 alunos do 3º ano, de um total de 99, com nota inferior a 5.0

Esperamos que os alunos que tiveram, nesta avaliação, resultados insuficientes possam “acordar” a tempo e aproveitar a oportunidade para um futuro brilhante, valendo-se dos exemplos de muitos que passaram por aqui, ao longo de quase 100 anos.

FUNDAÇÃO OSORIO- FORMANDO HOJE O CIDADÃO DO AMANH;Ã

 

 Temporal de Domingo


A chuva e o vento neste último domingo, dia 28 de abril, fizeram alguns estragos em nossa Fundação, quebrando telhas, derrubando fios e galhos. O principal problema foi a interrupção na entrada da Escola, devido ao tombamento de uma árvore na guarita número 1. Todo esforço de nosso pessoal se voltou para liberação dos acessos e para a limpeza das áreas atingidas. Nossas aulas continuam sem interrupção.


 Dia do Hino Nacional Brasileiro


No dia 13 de abril comemoramos Dia do Hino Nacional, que é um dos símbolos da República Federativa do Brasil, A escolha dessa data deve-se ao fato de que, na noite do dia 13 de abril de 1831, a música do nosso hino foi tocada pela primeira vez no Teatro São Pedro de Alcântara, na cidade do Rio de Janeiro, hoje Teatro João Caetano, situado na Pça Tiradentes. Até abril de 1831, o hino considerado “nacional” era o Hino da Independência, composto pelo imperador D. Pedro I.

Letra do Hino Nacional Brasileiro

 

PRIMEIRA PARTE

 

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas

De um povo heróico o brado retumbante,

E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,

Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

 

Se o penhor dessa igualdade

Conseguimos conquistar com braço forte,

Em teu seio, ó Liberdade,

Desafia o nosso peito a própria morte!

 

Ó Pátria amada,

Idolatrada,

Salve! Salve!

 

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido,

De amor e de esperança à terra desce,

Se em teu formoso céu, risonho e límpido,

A imagem do Cruzeiro resplandece.

 

Gigante pela própria natureza,

És belo, és forte, impávido colosso,

E o teu futuro espelha essa grandeza.

 

Terra adorada

Entre outras mil

És tu, Brasil

,

Ó Pátria amada!

 

Dos filhos deste solo

És mãe gentil,

Pátria amada,

Brasil!

 

SEGUNDA PARTE

 

Deitado eternamente em berço esplêndido,

Ao som do mar e à luz do céu profundo,

Fulguras, ó Brasil, florão da América,

Iluminado ao sol do Novo Mundo!

 

Do que a terra mais garrida

Teus risonhos, lindos campos têm mais flores,

"Nossos bosques têm mais vida",

"Nossa vida" no teu seio "mais amores".

 

Ó Pátria amada,

Idolatrada,

Salve! Salve!

 

Brasil, de amor eterno seja símbolo

O lábaro que ostentas estrelado,

E diga o verde-louro dessa flâmula

- Paz no futuro e glória no passado.

 

Mas se ergues da justiça a clava forte,

Verás que um filho teu não foge à luta,

Nem teme, quem te adora, a própria morte.

 

Terra adorada

Entre outras mil

És tu, Brasil,

Ó Pátria amada!

 

Dos filhos deste solo

És mãe gentil,

Pátria amada,

Brasil!

 

 Visita ao Comandante do Exército


Uma reunião de trabalho, uma audiência, uma visita de cortesia ao Comandante do Exército, General Leal Pujol, foi o principal motivo da viagem à Brasília - DF do Presidente da Fundação Osorio, na quinta-feira, dia 14 de março.

O Coronel Salgueiro agradeceu o apoio que vem recebendo e, em breve relato, fez uma exposição ao Comandante sobre os problemas enfrentados pela escola nesses últimos anos. Destacou, na conversa, que a falta de um concurso público para preenchimento dos claros de pessoal é a principal preocupação gerencial de hoje, além da falta de reajuste nos valores orçamentários aprovados para este ano, que permanecem exatamente iguais aos do ano passado.

O encontro se encerrou com a formalização de um convite para que, o General Pujol venha rever o nosso estabelecimento de ensino e verificar o trabalho que vem sendo desenvolvido em apoio ao “povo de verde” no Rio de Janeiro.


 Reunião de Pais e Mestres do 2º Segmento


No último dia 21 de fevereiro, realizou-se, no auditório da escola, a 1ª Reunião de Responsáveis e Mestres das turmas de 6º, 7º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental. O objetivo da reunião foi apresentar aos pais os resultados de 2018 e informá-los sobre algumas modificações na rotina escolar de 2019 relativas ao aumento da carga horária de Matemática para os alunos do 6º e do 7º anos; ao aumento do número de aulas de Língua Portuguesa para os alunos do 7º ano; à oferta de Aulas de Apoio de Matemática a alunos que, ao final do ano anterior, demonstraram dificuldades em conteúdos programáticos daquela disciplina. Cuidou-se também da necessidade de filiação dos pais à APAFO para que todos juntos – escola e família – possam trabalhar e contribuir com a formação dos futuros cidadãos de uma nação sempre segura dos seus princípios, livre no exercício dos seus direitos e justa na força das suas decisões.




FO rodape1Fundacao rodape2Osorio rodape3Rio de Janeiro rodape4RJ rodape5